Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Natal no Hipermercado (2ª parte)



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Internet: Jogos e trabalhos escolares
13-08-2007
1º de Janeiro
Encontrar material para os trabalhos da escola, jogar e conversar com os amigos são as actividades que as crianças portuguesas mais gostam de realizar online. A conclusão é de um estudo europeu que afirma que aos 10 anos já há consciência dos maiores perigos da internet.

As crianças portuguesas dos nove aos 10 anos utilizam a internet sobretudo para encontrar jogos e material para trabalhos escolares. Um estudo divulgado ontem pela Comissão Europeia, que teve por base um inquérito qualitativo realizado nos 27 Estados da União e na Noruega e Islândia, concluiu que as crianças portuguesas entre os 12 e os 14 anos utilizam igualmente a rede a fim de navegar por divertimento, em busca de assuntos do seu interesse, e para comunicar com os amigos. A Comissão assinala que os resultados são idênticos em toda a Europa e revelam que, para as gerações jovens, a utilização da internet é uma prática comum.

O resultado do estudo aponta para o facto de em geral os jovens estarem a par dos riscos da utilização daqueles meios de comunicação, mas se confrontados com um problema apenas em último recurso pedirem ajuda a um adulto. Esse é o caso de Portugal, onde as crianças apontaram espontaneamente como principais riscos na utilização da internet os vírus informáticos, o contacto com estranhos e o "hacking".

Viviane Reding, comissária europeia com a tutela da Sociedade da Informação e os meios de Comunicação Social, comentou que "é necessário continuar a sensibilizar as pessoas, sobretudo os pais, para as oportunidades e os riscos dos novos meios de comunicação. Quando está em causa a segurança dos nossos filhos, todo o cuidado é pouco", sustentou.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB