Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Os mil pássaros de Sadako (1ª parte)



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Pais portugueses descuram conteúdos visitados por filhos
12-02-2008
TSF Online
  No Dia Europeu da Internet Segura, que se assinala esta terça-feira, um estudo dá conta que os pais portugueses são dos que menos se preocupam com os conteúdos que os filhos visitam na rede.

   Os pais portugueses preocupam-se sobretudo com o tempo que os filhos passam na Internet, mas descuram os conteúdos visitados, segundo um estudo feito recentemente e divulgado a propósito do Dia Europeu da Internet Segura, que se celebra esta terça-feira.

   Num estudo comparativo do comportamento dos pais em relação ao uso que os filhos fazem da Internet, levado a cabo em Portugal, na Polónia e no Reino Unido, revelou que os pais portugueses são os que menos sabem o que os filhos fazem na rede.

   "Verificámos uma grande diferença em relação ao conhecimento, por parte dos pais portugueses, sobre o que se passa na rede, o que os filhos fazem e também sobre o que falam com os filhos", contou à TSF a coordenadora deste estudo.

   Cristina Ponte acrescentou que, em matéria de segurança, um dado "de contraste e preocupante" refere-se ao baixo número de pais portugueses que referiu os "cuidados a ter na indicação de formação pessoal".

   Os pais portugueses preocupam-se acima de tudo com o "tempo que as crianças e os jovens" passam na Internet, enquanto os pais britânicos privilegiam evitar "que os filhos visitem certos sítios na Internet", adiantou.

   A Polícia Judiciária, que se associa ao Dia Europeu da Internet Segura, tem um piquete a funcionar 24 horas por dia para dar respostas a denuncias ou suspeitas de comportamentos e conteúdos ilegais na rede, como pornografia de menores.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB