Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

A prenda do cisne



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Crianças ensinam a evitar incêndios florestais
01-08-2012
Boas Notícias
  Um grupo de crianças e jovens saiu, esta terça-feira, à rua no Gerês para sensibilizar residentes e visitantes para a importância de prevenir os fogos florestais. Vestidos a rigor com colete, boné, colete refletor e crachá, os mais novos distribuíram conselhos simples mas que nunca é demais reforçar. "Se eu lhe disser que, este ano, sobretudo naquele período crítico de Março e Abril, já ocorreram mais de 200 incêndios na área do destacamento [Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Amares] perceberá facilmente a importância de ações como esta. Toda a sensibilização é pouca", defendeu Nuno Cruz, responsável pela Secção de ProgramasEspeciais (SEP) daquele destacamento, em declarações à Lusa. Além disso, sublinhou o responsável, a sensibilização e a prevenção assumem uma "importância acrescida" quando em causa está o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera, ainda mais se se tiver em conta que, em 2010, os incêndios consumiram 10,7% do parque, o correspondente a cerca de 10 mil hectares de área verde. Por este motivo, jovens como Ana Maria, de 14 anos, e Luís, um escuteiro de 13, deixaram dicas preciosas àqueles com quem se cruzaram. "Não façam queimadas, porque é com elas que começam muitos incêndios", alertou Ana. Luís, por seu lado, recomendou que, quando se fazem fogueiras, se coloquem "sempre pedras à volta, para não causar um incêndio grande". Entre os conselhos estão também não atirar as beatas dos cigarros pela janela do carro ou não deixar fósforos e isqueiros ao alcance das crianças. "São conselhos simples, coisas que toda a gente sabe, mas que convém relembrar, porque é sabido que na origem de grande parte dos incêndios estão comportamentos negligentes", afirmou Nuno Cruz. A iniciativa está a ser levada a cabo pela SPE do Destacamento de Póvoa de Lanhoso da GNR, envolvendo também a Câmara Municipal e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ), que, com esta ação, procura contribuir, simultaneamente, para a socialização e a proteção da natureza. Nos últimos dias decorreram também outras duas campanhas de sensibilização idênticas nas feiras de Terras de Bouro e Póvoa de Lanhoso.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB