Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Os mil pássaros de Sadako (2ª parte)



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Crianças ensinam a evitar incêndios florestais
01-08-2012
Boas Notícias
  Um grupo de crianças e jovens saiu, esta terça-feira, à rua no Gerês para sensibilizar residentes e visitantes para a importância de prevenir os fogos florestais. Vestidos a rigor com colete, boné, colete refletor e crachá, os mais novos distribuíram conselhos simples mas que nunca é demais reforçar. "Se eu lhe disser que, este ano, sobretudo naquele período crítico de Março e Abril, já ocorreram mais de 200 incêndios na área do destacamento [Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Amares] perceberá facilmente a importância de ações como esta. Toda a sensibilização é pouca", defendeu Nuno Cruz, responsável pela Secção de ProgramasEspeciais (SEP) daquele destacamento, em declarações à Lusa. Além disso, sublinhou o responsável, a sensibilização e a prevenção assumem uma "importância acrescida" quando em causa está o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera, ainda mais se se tiver em conta que, em 2010, os incêndios consumiram 10,7% do parque, o correspondente a cerca de 10 mil hectares de área verde. Por este motivo, jovens como Ana Maria, de 14 anos, e Luís, um escuteiro de 13, deixaram dicas preciosas àqueles com quem se cruzaram. "Não façam queimadas, porque é com elas que começam muitos incêndios", alertou Ana. Luís, por seu lado, recomendou que, quando se fazem fogueiras, se coloquem "sempre pedras à volta, para não causar um incêndio grande". Entre os conselhos estão também não atirar as beatas dos cigarros pela janela do carro ou não deixar fósforos e isqueiros ao alcance das crianças. "São conselhos simples, coisas que toda a gente sabe, mas que convém relembrar, porque é sabido que na origem de grande parte dos incêndios estão comportamentos negligentes", afirmou Nuno Cruz. A iniciativa está a ser levada a cabo pela SPE do Destacamento de Póvoa de Lanhoso da GNR, envolvendo também a Câmara Municipal e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ), que, com esta ação, procura contribuir, simultaneamente, para a socialização e a proteção da natureza. Nos últimos dias decorreram também outras duas campanhas de sensibilização idênticas nas feiras de Terras de Bouro e Póvoa de Lanhoso.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB