Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

As quatro estações



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Para as crianças mais carenciadas Governo quer aumentar lugares nas creches públicas em 50 por cento até 2009
08-05-2007
Lusa / Público
O Governo pretende aumentar em 50 por cento até 2009 o número de lugares nas creches públicas para as crianças mais carenciadas, dentro das políticas de incentivo à natalidade, revelou hoje o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social.

"Julgo que haverá poucas medidas que podem influenciar de forma tão profunda a situação ao nível da natalidade como as famílias saberem que têm muito mais oferta do ponto de vista dos serviços e dos equipamentos de apoio, em particular na primeira infância", disse José Vieira da Silva no final do encerramento do colóquio "A reforma da segurança social e o novo sistema de pensões".

O ministro revelou ainda que o Governo pretende anunciar outras medidas de incentivo à natalidade até meados deste ano, mas escusou-se a revelar quais serão, adiantando apenas que as principais políticas já estão em desenvolvimento.

Vieira da Silva admitiu que a cobertura da rede de apoio à primeira infância está "muito abaixo" dos valores que a União Europeia considera como aceitáveis, mas afirmou-se convicto na possibilidade de até 2009 aumentarem significativamente as vagas para as crianças com mais necessidade de apoio.

Por outro lado, no que diz respeito à reforma da Segurança Social, Vieira da Silva entende que deve melhorar o desempenho em relação ao cidadão porque muitas vezes é "desigual".

"Temos áreas em que esse atendimento é eficaz, outras em que é menos eficaz. Hoje já temos a possibilidade de um cidadão consultar através da Internet qual foi o seu esforço contributivo dos últimos anos, mas ainda vai demorar algum tempo até poder consultar toda a sua carreira. Só quando esse passo estiver concluído é que eu considerarei que estamos a prestar um atendimento à altura das responsabilidades da Segurança Social", sublinhou.



<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB