Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

A viagem de Djuku (2ª parte)



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Novo método de rastreio rápido de diagnóstico da doença celíaca
16-04-2009
APC/HCI
  Foi apresentado no Encontro Nacional dos Celíacos um novo método de rastreio rápido para o diagnóstico da doença celíaca. Este suscitou bastante curiosidade nos associados da APC, dado que é indicado para o rastreio rápido da doença e monitorização da dieta de casos já diagnosticados (pela detecção do auto-antigénio anti-transglutaminase tecidual produzido nos doentes celíacos por exposição ao glúten).

   Segundo Raquel Madureira, presidente da Associação Portuguesa de Celíacos (APC), este novo teste rápido representará uma mais valia na identificação de novos casos. Como os sintomas da Doença Celíaca não são específicos e pouco caracterizadores da doença a grande maioria dos casos estão não diagnosticados. Os doentes, regra geral, percorrem um longo caminho até ao diagnóstico da DC, com prejuízos significativos na sua qualidade de vida. A existência de um teste rápido que pode ser realizado em casa ou numa farmácia, com resultado imediato, permitirá o despiste de indivíduos sintomáticos ou pertencentes a grupos de risco como familiares de celíacos, imuno-deprimidos, diabéticos tipo I, mulheres com história de aborto repetitivo e pacientes com deficiência em ferro refractária à ferroterapia oral.

   Um resultado positivo neste teste rápido indicia a presença de anti-tTG, específica de doentes celíacos em exposição ao glúten. Após um resultado positivo o doente não deve alterar a sua dieta mas consultar um clínico especialista em gastrenterologia que o conduzirá à confirmação do resultado por endoscopia digestiva acompanhada por biópsia.

   Outra grande dificuldade dos Doentes Celíacos é o cumprimento de uma dieta isenta em glúten. Apesar de todos os esforços individuais dos DC existem ainda um grande número de contaminações cruzadas no processamento dos alimentos, quer a nível industrial, quer a nível doméstico. De acordo com Rita Jorge, dietista da APC, a necessidade de recurso a serviços de restauração e as deficiências de informação na rotulagem dos produtos levam a que haja incumprimentos involuntários da dieta isenta em glúten, daí a necessidade de monitorizar os níveis do auto-antigénio com alguma regularidade.

   Criada para defender os interesses e direitos dos celíacos, a APC tem como missão divulgar a doença celíaca e encontrar soluções para os problemas que decorrem desta patologia, bem como alertar as entidades competentes para questões específicas que em muito prejudicam estes doentes. Em resumo, os objectivos da APC são apoiar e informar os celíacos, sensibilizar a classe médica para a doença e critérios de diagnóstico, dialogar com a indústria alimentar, promover a troca de experiências entre celíacos, e desenvolver laços com Associações de Celíacos estrangeiras.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB