Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

O gato que chora



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Pediatria ajuda crianças a superar o medo do internamento
08-11-2013
Local
  "A Joana na Pediatria" é o título de um vídeo realizado pelo Serviço de Pediatria do Centro Hospitalar do Alto Ave. O vídeo pode ser visto no site e faz parte do projeto "Medo em Pediatria: Intervir para reduzir" que tem por objetivo ajudar as crianças a ultrapassarem os receios de um internamento no hospital. O acolhimento, as informações e conselhos, os procedimentos médicos e de enfermagem (avaliação da tensão arterial, oxigénio, temperatura, peso, altura) ou o acompanhamento dos pais, são exemplos do que é explicado neste vídeo que foi realizado com a colaboração do Cineclube de Guimarães. Este vídeo faz parte de toda uma nova atitude no acolhimento da criança, quer no internamento quer no acesso ao serviço de urgência, com um atendimento personalizado, dando a conhecer a realidade do hospital.

"As crianças choram mais pelo medo do que pela dor. Se conhecerem as práticas realizadas num internamento com antecedência, não terão tanto medo. As crianças passam, por exemplo, a familiarizar-se com as fardas dos profissionais de saúde, reduzindo o desconhecido", refere Ana Luísa Bastos, Enfermeira-Chefe de Pediatria.

Do projeto faz também parte a visita de profissionais do Centro Hospitalar a infantários e escolas da região, para levar a mensagem de que na Pediatria é o local onde se cuida sem dor. É, por exemplo, dada a informação de que, em regra, são utilizados anestésicos na realização de uma picada. "Nestas visitas a infantários, onde deslocamos enfermeiros, educadoras, um professor de música, uma animadora e outros voluntários, pretendemos transmitir que a Pediatria é um lugar amigo da criança. Desde o início do projeto, há cerca de um ano, já visitamos oito infantários. O que verificamos é muita curiosidade e notamos o efeito positivo que tem sobre as crianças. O nosso objetivo é visitar todos os infantários do Concelho de Guimarães", sublinha a Enfermeira-Chefe.

Há vários estudos que referem a importância deste tipo de esclarecimentos e informações às crianças. As próprias orientações de boas práticas em enfermagem de saúde infantil e pediátrica, da Ordem dos Enfermeiros, no que toca a internamento para realização de cirurgias, referem que "o medo surge como reação normal a um perigo atual e real envolvendo 3 tipos de resposta: fisiológica, sentimentos encobertos, pensamentos e reações comportamentais. Enquanto algumas crianças verbalizam os seus temores, outras demonstram medo através de alterações de comportamento. Muitas delas parecem assustadas, tornam-se agitadas, com respiração profunda, apresentam tremores, deixam de falar ou, simplesmente, choram. Podem ainda desenvolver inesperada incontinência urinária. Os estudos mencionam que a preparação da criança, adolescente e família foi o procedimento mais eficaz para a redução do medo e da ansiedade. Vários estudos confirmam a sua utilidade e os benefícios quer na diminuição dos efeitos traumáticos durante a hospitalização quer na redução das perturbações do comportamento no pós-operatório e após a alta".

A superação dos medos nas crianças ajuda também na relação futura com as instituições de saúde: "a boa relação da criança com o hospital passa para a idade adulta", finaliza Ana Luísa Bastos.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB