Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Assim não jogo



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Abusos Sexuais: Maioria das perícias é a crianças e jovens
07-04-2010
Diário Digital
  A grande maioria (perto de 70%) das perícias sobre abusos sexuais, realizadas pelo Instituto Nacional de Medicina Legal (INML), é feita a crianças e jovens, de acordo com os dados oficiais. "De facto, nos adultos, só há procedimento pericial se houver denúncia da agressão de natureza sexual", explicou o presidente.

No ano passado, o INML realizou quase 1.300 exames de sexologia forense, sendo que cerca de 900 do total foram feitos a menores de 18 anos, o que não significa que a maioria dos crimes sexuais afectem crianças ou jovens, ressalvou Duarte Nuno Vieira, em declarações à rádio TSF.

Para o responsável, os números são justificados pelo facto de o crime de abuso sexual a menores ser considerado crime público e, portanto, poder ser participado por qualquer cidadão, seja médico, professor ou educador de infância. Segundo Duarte Nuno Vieira, o caso Casa Pia levou a que as pessoas estejam mais atentas e, portanto, ao mínimo sinal, algumas vezes não justificado, participam o caso.

Em relação aos adultos, a situação é diferente, uma vez que a violência sexual tem de ser participada pela própria vítima e, muitas vezes, trata-se de mulheres violadas pelos próprios maridos, como parte da violência doméstica, explicou. "O que a experiência mostra, a nível internacional, é que 50 a 90% das situações de agressão sexual nos maiores não são objecto de participação judicial", revelou.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB