Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

A pequena tigela de arroz



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Crianças: 30 chamadas por dia de intoxicações
10-11-2008
IOL Diário
  Esta segunda-feira foi lançada uma campanha de prevenção com dados assustadores.

   Pelo menos 30 crianças intoxicam-se diariamente em Portugal com comprimidos para dormir esquecidos nas mesas-de-cabeceira, detergentes guardados em armários baixos ou xaropes doces, segundo dados esta segunda-feira divulgados no âmbito de um campanha de prevenção que será lançada quinta-feira.

   O Centro de Informação Antivenenos (CIAV) regista em média 30 chamadas por dia com casos de intoxicação em crianças até aos 15 anos.

   Cerca de 70 por cento dos acidentes com tóxicos podem ser evitados com a adopção de medidas adequadas de prevenção, a par do contacto imediato com o CIAV em caso de acidente, segundo os responsáveis pelo centro e a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI).

   Para reduzir estes números, a associação e o INEM juntaram-se numa campanha de prevenção das intoxicações com o objectivo de alertar os pais, avós, educadores e profissionais de saúde.

   A campanha, que será lançada em conferência de imprensa na quinta-feira, visa alertar para os cuidados a ter na administração dos medicamentos, na utilização e arrumação dos produtos domésticos e para o risco de usar embalagens vazias (água, sumo) para guardar produtos tóxicos.

   As duas entidades alertam também para a necessidade de se promover a aquisição de embalagens com tampas resistentes à abertura por crianças e o contacto imediato com o Centro de Informação Antivenenos.

   Na Europa, dois por cento das mortes por acidentes com crianças até aos 14 anos resultam de intoxicações.

   De acordo com uma nota da APSI e do INEM, as crianças são muito ágeis nos seus passos, bastando alguns segundos para uma criança abrir uma gaveta, retirar uma tampa, cheirar e provar.

   Por mais vigilantes que os adultos sejam, referem, a criança pode escapar por segundos à atenção.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB