Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

Natal no Hipermercado (2ª parte)



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Lares para crianças e jovens serão requalificados
24-09-2008
JN
  Até ao final da legislatura, o Governo pretende investir cerca de 15 milhões de euros no Plano Desafios, Oportunidades e Mudanças, abrangendo um total de 260 instituições de acolhimento de crianças e jovens.

   O objectivo, segundo o ministro do Trabalho e da Segurança Social, é diminuir o número de institucionalizados em cerca de 25%. Em 2007, 11362 crianças e jovens encontravam-se em lares.

   Vieira da Silva, esteve ontem em Leiria, na cerimónia de homologação de protocolos do plano DOM, que nesta segunda fase envolve 84 instituições com 2914 utentes, prevendo-se a contratação de 226 técnicos. O ministro explicou que estes investimentos têm como objectivo a modernização dos lares, "tornando-os mais adequados às exigências dos dias de hoje, na componente pedagógica, social e de ligação à família".

   "O DOM traduz-se, em particular, no reforço dos técnicos e na sua formação, numa lógica de supervisão destas instituições, de forma a que as boas práticas possam ser mais facilmente disseminadas", explicou. Vieira da Silva frisou ainda que a passagem das crianças e jovens pelos lares "não pode ser um factor de agravamento da sua perspectiva de vida, mas de correcção de factores negativos".

   Falando a uma plateia de muitos responsáveis por instituições, o ministro admitiu que o trabalho de acolhimento de crianças e jovens "é o mais complexo e mais difícil de todas as áreas da política social". Reconheceu que "a envolvente família é um factor decisivo" na resposta às crianças e jovens institucionalizados, defendendo por isso a "recriação" das famílias "onde elas não existem".

   O ministro quer que as comunidades se envolvam na ajuda destes menores.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB