Saúde Puericultura Pré-mamã e Mamã Educação Desenvolv. Infantil Desporto Festas Infantis Material Didáctico Actividades Lúdicas Vestuário Casa e Decor Transportes Produtos Biológicos Yoga Massagem Infantil Seguros e Finanças Viagens e Lazer Animais Ofertas Formativas Artigos 2ª Mão

Publicidade




Ler uma História

O pequeno comerciante que vendia sorrisos



ler história


Receitas da Semana

Cake Pops



ver receita


Venda de Livros

 


 
FacebookTwitterGoogle+LinkedInNewsletter
Notícias

 



Cerca de 12,5% das crianças sofre de asma
06-05-2008
Fábrica de Conteúdos
  No âmbito do Dia Mundial da Asma, que se assinala esta terça-feira, especialistas indicaram que uma em cada oito crianças (12,5%) sofre de asma brônquica, a variante mais comum da doença.

   Entre as doenças respiratórias crónicas, a asma brônquica é a mais comum, tendo havido um aumento na prevalência da doença, em particular nas crianças, que afecta cerca de 12,5% dos menores, adiantou à Lusa uma responsável da Sociedade Portuguesa de Pneumologia.

   A asma brônquica é uma doença incurável, contudo, pode ser controlada, o que permite que o paciente tenha uma vida com qualidade, desde que siga um tratamento de prevenção e terapêutica farmacológica.

   Muitas vezes, os pacientes não tratam devidamente a doença, pelo que as razões que os levam a adoptar essa postura são a falta de diagnóstico e de esclarecimento, o medo dos efeitos adversos e o elevado custo dos medicamentos.

   Os especialistas salientam que cada asmático gasta, em média, por mês, 280 a 350 euros, sendo que o Estado comparticipa estes custos "a posteriori", apenas em 30%.

   Em declarações à Lusa, Manuela Vaz, imunoalergologista e presidente da Associação Portuguesa de Asmáticos (APA), disse que é difícil para os pacientes aceitarem a doença, pois trata-se de uma patologia crónica e, sobretudo, "porque os tratamentos acarretam custos elevados", cerca de 70 euros por semana.

   Luísa Semedo, coordenadora da Comissão de Trabalho de Alergologia da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, alerta para os vários factores que estão na origem da asma, como a exposição a alergénios, o fumo do tabaco, uma dieta errada, as infecções e a poluição.

   "O melhor tratamento para qualquer doença é a sua prevenção", garantiu Luísa Semedo que defende que o leite materno é fundamental para prevenir, no futuro, alergias e até asma.

   A comemoração do Dia Mundial da Asma, esta terça-feira 6 de Maio, é uma iniciativa da GINA – Iniciativa Global para a Asma - cujo objectivo é informar sobre a doença e melhorar os cuidados de saúde. O tema do Dia Mundial para 2008 é " Tu consegues controlar a tua asma", de acordo com o Portal da Saúde.

   Para assinalar o dia, a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica e a APA estão a preparar uma acção de sensiblização dirigida a crianças com e sem asma, no Centro Hospitalar do Porto. Em simultâneo, decorrerá também no Porto um rastreio para a população.


<<  voltar  |  topo  |  Todas as Notícias





Termos e Condições de Utilização
Copyright - Portal da Criança - 2007-2014
Desenvolvido por:
 CCEB